Publicado em

Afinal, o que são produtos veganos?

Você provavelmente já conhece ou ouvir falar do veganismo, um estilo de vida que condena a utilização de produtos com qualquer origem animal.

Assim como os vegetarianos, os veganos também optam por abolir todo tipo de carne de suas refeições, e vão além, reprovando também o uso ou consumo de itens como leite, mel, ovos e artigos em couro, por exemplo, e de produtos testados em animais.

Essa prática tem conquistado cada vez mais adeptos, o que colabora com o crescimento de um novo mercado consumidor, mais exigente e ecologicamente consciente. Dessa forma, as empresas têm cada vez mais buscado alternativas aos itens de origem animal para compor seus produtos, o que faz aumentar as pesquisas feitas em laboratórios e a diversidade de matérias-primas utilizadas.

O abacate é uma importante matéria-prima utilizada em produtos veganos.

Peças de vestuário feitas de lã e couro, por exemplo, não têm espaço no guarda-roupa de uma pessoa vegana, que tenderá a dar preferência para itens sintéticos ou de origem vegetal (como algodão e linho, por exemplo).

Quanto aos cosméticos veganos, os preferidos são aqueles como os produzidos com óleos de coco, cera de carnaúba e manteigas de ucuúba, cacau e cupuaçu, entre outros vegetais, em substituição ao óleo de tartaruga, cera de abelha e cetina de baleia, por exemplo.

Vantagens dos produtos veganos

Esses itens acabam apresentando diversas vantagens se comparados aos produtos convencionais. Além de reduzir o impacto ambiental ao colaborar com a diminuição de desmatamentos e queimadas e de contribuir com um consumo mais consciente, os produtos veganos também têm se mostrado mais benéficos à saúde e apresentam menor risco de causar alergias.

Esse aspecto é muito atraente para consumidores que têm pele sensível ou com crianças pequenas em casa.

O óleo de coco é uma alternativa interessante.

Além disso, os produtos veganos se mostram mais eficientes e confiáveis, já que, para verificar a  autenticidade e transparência com relação a sua composição, passam por fiscalização e controle mais rígidos que o comum.

Outra grande vantagem é que, devido à necessidade constante de inovação e busca de novos materiais, recorrentemente são descobertas novas substâncias tão ou mais eficientes do que as convencionalmente utilizadas.

Desvantagens dos produtos veganos

No exterior, os produtos veganos geralmente possuem selos emitidos por organizações protetoras dos animais e do meio ambiente, certificando sua composição.

Alguns desses selos são o “Certified Vegan”, da Vegan Action, e o “Cruelty Free”, da PETA (People for the Ethical Treatment of Animals), por exemplo. No Brasil, no momento, não há infelizmente um órgão nacional que faça essa certificação. O indicado para os consumidores que buscam esse tipo de produto é entrar em contato com o SAC das marcas para saber a respeito da composição de seus produtos.

A Orgânica não testa seus produtos em animais.

Com a necessidade de maiores recursos para disponibilizar produtos de qualidade semelhante aos já comumente oferecidos no mercado, os produtos veganos acabam apresentando geralmente um valor um pouco mais alto em relação a esses outros itens.

Esse custo, porém, acaba valendo à pena para muitos consumidores, tendo em vista os benefícios oferecidos.

5 mitos sobre o veganismo

O canal Vegano Vitor desmistifica algumas ideias errôneas sobre o movimento vegano, além de esclarecer algumas dúvidas comuns sobre o assunto. Confira a seguir:

A Orgânica não faz uso de matérias-primas de origem animal, e também não testa seus produtos em animais. Bacana, né? Se você tiver alguma dúvida, escreva pra gente nos comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *